Pintores de azulejo

Gabriel del Barco. Igreja de Santiago, Évora.

Gabriel del Barco (1648-c.1701)

O pintor Gabriel del Barco foi encarregado de criar conjuntos monumentais de azulejos figurativos azuis e brancos na última década do século XVII. As melhores obras do pintor espanhol caraterizam-se por um discurso iconográfico complexo, com uma articulação original na arquitetura.

António de Oliveira Bernardes. Igreja da Misericódia de Évora.

António de Oliveira Bernardes (1662-1732)

Com uma formação erudita e uma carreira multifacetada, António de Oliveira Bernardes é o grande pintor de azulejos do século XVIII. Entre as obras mais importantes encontram-se os azulejos da igreja do convento de São João Evangelista e da igreja da Misericórdia de Évora.

Madragoa Pottery. Panorama de Lisboa. Museu Nacional do Azulejo.

A olaria da Madragoa (1712-1785)

A produção de azulejos na olaria da Madragoa desenvolveu-se por três gerações, com início com o mestre oleiro Bernardo Francisco (1677-1743), seguido pelo seu filho Francisco de Sales (1707-1763), e por seu neto, o pintor de azulejos Veríssimo Xavier de Sales (1736-act.1772).

Nicolau de Freitas. Claustro de São Francisco de Salvador, Bahía.
Nicolau de Freitas (1703-1765)

Os azulejos do claustro inferior do convento de São Francisco da Bahia são uma das principais obras de Nicolau de Freitas. O pintor, formado na oficina de António de Oliveira Bernardes, também beneficiou da associação com o ladrilhador Bartolomeu Antunes para converter-se em um dos pintores de azulejos mais respeitados de Lisboa, nos meados do século XVIII.

Valentim de Almeida. Colégio do Espírito Santo, Évora.
Valentim de Almeida (1692-1779)

O pintor Valentim de Almeida desenvolveu uma longa carreira artística, com uma ampla e variada produção. Também foi responsável pela formação de vários colaboradores como Sebastião Gomes Ferreira e seu filho Sebastião de Almeida (1727-1779). Em associação com Nicolau de Freitas e o ladrilhador Bartolomeu Antunes, participou nas atividades da Grande Oficina de Lisboa.

Great Lisbon Workshop. Quinta dos Marqueses de Pombal, Oeiras.
A Grande Oficina de Lisboa (1740-1769)

A Grande Oficina de Lisboa foi uma sociedade criada pelo mestre ladrilhador Bartolomeu Antunes (1688-1753), cujo principal objetivo era executar todas as obras de azulejo das quintas reais e palácios.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s